sábado, 18 de junho de 2011

A Cultura Islâmica

Os árabes assimilaram diversos elementos culturais dos povos vencidos, convertidos ao islamismo por força das batalhas, tais como persas, sírios, bizantinos do Egito, muito embora mantivessem uma unidade linguística, através da qual era possível ler o Livro Sagrado.

Tolerantes, disseminaram os pensamentos dos filósofos gregos, que devido ao paganismo a eles associado pelo cristianismo primitivo, eram ignorado na Europa nos séculos anteriores á invasão árabe.

Quando os Cristão tomaram a Cidade de Toledo, encontraram inúmeras traduções de Aristóteles a quem dedicavam especial apreço, e as disseminaram pela Europa. A ssim, foi através das traduções árabes que o mundo europeu tomou conhecimento dos fundamentos filosóficos gregos, cuja influência bastou para desenvolver o gosto pela filosofia.

AL Kindi, foi o primeiro grande filósofo árabe, no século nove, considerando-se neoplatônico.

Ibn Sina, mais conhecido como Avicena, introduziu no século dez a indução na filosofia e realizou estudos de psicologia que vieram a influeinciar Santo Tomas e Albert Magnus.

Ibn Rush, transmitiu no século doze as idéias aristotélicas ao mundo ocidental europeu, através da aceitação da doutrina da dupla verdade religiosa e espiritual.

Quanto à literatura, em especial a poesia, era amplamente cultivada pelos árabes. Seu mais célebre escritor foi Omar Khayam, que também era exímio conhecedor de álgebra.

Igualmente popular, até nossos dias, é o livro das Mil e Uma Noites, escrito na época do califa Harun AL-Rachid, como um apanhado de contos diversos, tais como Sinbad, O Marujo, Aladin e a Lâmpada Maravilhosa, Ali Babá e os quarenta Ladrões, apenas para citar os mais conhecidos.

Os árabes também empenharam-se nos estudos da trigonometria, bem como outras ciências como a Medicina, a Química, a Astronomia, a Otica. Entretanto, sua ciência estava submetido ao ensino da religião islâmica, não podendo desenvolver-se livremente. Desta forma, buscaram o fantástico por meio de pesquisas cientificas, tal como desenvolver a pedra filosofal através da química ou traçar o destino humano através dos astros.

Os numerais, por nós conhecidos como algarismos arábicos, tiveram provavelmente origem hindu, mas foram por eles desenvolvidos.

Bons navegadores , Utilizaram-se da bússula chinesa, desenvolveram o astrolábio e foram grandes geógrafos.

Através de seu comércio, fizeram a ligação do Oriente com a Europa por via marítima e por meio de suas caravanas, trocando mercadorias diversas, tais como tecidos, especiarias, escravos, porcelanas , entre outros.

Trouxeram do Egito as técnicas de irrigação e as empregaram na Espanha, tornando-se bons agricultores.

Foi na arquitetura , No entanto, que se verificou a maior expressão artística e o grande legado árabe, já que em outras formas de arte, tal como a pintura, viram-se restritos pela proibição do Alcorão em representar figuras humanas e de animais. Esmeraram-se, porém, nas figuras geométricas, cohecidas como arabescos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário