quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

My name is Bond...



                                                007 CONTRA MOSCOU


Acho que os bondimaníacos devem concordar comigo que este foi um dos melhores, senão o melhor, de todos os filmes do OO7, o segundo da série do cultuado agente.

Baseado no romance homônimo de Ian Fleming,chega às telas com o mais descolado de todos os James Bond, o magnífico Sean Connery, super elegante, dando vida ao agente secreto da coroa britânica, com direito a todos os clichês e parafernálias que fizeram a fama de seus filmes e a alegria de seus fãs.

Neste episódio, filmado em 1963 (eu nem era nascida!), James enfrenta a organização Espectro, em uma trama que se passa entre a Inglaterra, a Itália e a Turquia.

Envolvido em uma armadilha da organização criminosa, sabedora do fraco de Bond por mulheres , digamos assim, exuberantes, o agente é enviado ao oriente para trazer uma secretária da embaixada soviética em troca de uma máquina decodificadora Lektor.

Em uma das cenas, ele navega nas Cisternas de Yarabatan na Turquia e outra no interior do famoso trem de luxo Orient-Express, que fazia a conexão Istambul-Paris há muitos anos atrás. De tirar o fôlego!

Enquanto distribui socos e pontapés, mantém intacto seu elegante smoking, seduz as mocinhas e toma seu drink favorito, o dry-martini mexido, não batido.

Sean Connery , muito a vontade nesse papel, encarnou como nenhum outro o famoso personagem Bond, James Bond!

Um comentário:

  1. Este é o cara, realmente o melhor filme da serie

    ResponderExcluir